Essay about Silêncio- Algures Aquém E Além Das Palavras

16538 Words Oct 2nd, 2014 67 Pages
Silêncio Algures, aquém e além das palavras
O
silêncio na comunicação e na prática psicanalítica e psicoterapêutica

Beatriz Horta Correia. Branco Silêncio (desenho) 2011

Isabel Botelho Psicóloga, MFaPA e MFaPP Email:isabelmbotelho@netcabo.pt Julho de 2011 1

Introdução O silêncio está presente em toda a comunicação. Esta é atravessada por ele, pontuada por ele. O que não equivale a dizer que o tenhamos adequadamente em consideração, sendo que, muitas das vezes, até hipervalorizamos, as trocas
…show more content…
E este branco silêncio faz-­‐nos transportar para a aparente leveza que resulta do cruzamento de diversos conteúdos, destilados e não-­‐ditos, ao mesmo tempo que nos remete para as possibilidades de interpretação de uma situação hiper-­‐carregada, mas contida ou incriptada (que reRlecte aquilo que não absorve, e absorve aquilo que não reRlecte). O branco”soa como um silêncio, um nada antes de qualquer começo” diz Kandinski. Mas também associo o silêncio ao preto, que representa a ausência de luz para a Rísica, uma não-­‐cor que toda a luz, todas as cores, absorve e nenhuma reRlecte, estancando a criatividade cromática. A ausência da palavra dita pode envolver também a ausência consciente da palavra pensada, num inaudível ruído de conteúdos inacessíveis, num babélico

Related Documents